Pesquisar este blog

Carregando...

O Projeto Político Pedagógico (PPP)

O projeto político pedagógico
O Projeto Político-Pedagógico (PPP) é um plano escolar elaborado pelas instituições de ensino, onde se encontram os objetivos, as metas, as propostas de ensino e as estratégias permanentes, tanto relacionado às atividades pedagógicas quanto às funções administrativas da instituição (BETINI, 2005). É chamado de projeto por englobar as propostas a executar durante determinado período de tempo. É chamado de político por considerar a escola como um espaço de formação de cidadãos conscientes, responsáveis e críticos, que atuarão individual e coletivamente na sociedade, modificando os rumos que ela vai seguir. É chamado de pedagógico por abordar e definir e organizar as atividades e os projetos educativos necessários ao processo de ensino e aprendizagem (ABRIL, 2011).
Tem por finalidade auxiliar a instituição de ensino a “definir suas prioridades estratégicas, desdobrando tais prioridades em metas educacionais e outras ações concretas. Este desdobramento   indica  o que fazer para alcançar as metas de aprendizagem, quais os critérios de medição quanto ao alcance dos resultados atingidos, bem como os critérios de avaliação quanto ao próprio desempenho” (Portal Educação, 2011). Para que essa construção seja possível, um de seus pilares de sustentação são os fundamentos epistemológicos, ou seja, como se dará a construção do conhecimento e qual a abordagem pedagógica que a instituição adotará. O construtivismo é uma das opções. Portanto, ao construir o PPP é preciso pensar nos seguintes questionamentos: qual o sentido da educação? Por que e para que educar? Ao responder tais questões deve-se lembrar de não tornar o processo uma imposição, mas sim com foco no estímulo e desafio aos educadores para pensar sobre tais questões, motivando o espírito crítico e reflexivo (BUTTURA, 2005).

Dessa forma, o PPP torna-se relevante por direcionar as ações da instituição com foco no cumprimento das metas. Para obtenção de resultados efetivos, segundo Abril (2010), a participação da comunidade escolar pode torna-se um importante aliado. Betini (2005) argumenta que a articulação entre o PPP, o acompanhamento das ações, a avaliação e utilização dos resultados, com a participação e envolvimento das pessoas, o coletivo da escola pode levar a instituição a melhorar seu desempenho, além de contribuir para o cumprimento do papel da escola junto a sociedade. 
Considerando que é do interesse da escola que seus cidadãos sejam educados, instruídos e formados, e que esta é a principal função da escola, administrá-la de modo eficiente e eficaz é umas das condições para que se cumpra o seu papel. Quando assim administrada a escola oferece condições para a melhoria da qualidade de vida (BENTINI, 2005, p.43).
Ao definir as diretrizes da escola, o PPP assume papel importante no contexto educacional. Para que este plano possa ser elaborado e colocado em prática, torna-se necessário a compreensão de como se dá o processo de construção do conhecimento. Esta pesquisa aborda este tema sob o paradigma do construtivismo.
Nossa próxima postagem versará sobre o paradigma construtivista com foco na construção do conhecimento. 

REFERÊNCIAS
BETINI, G. A. A construção do projeto político-pedagógico da escola. In: EDUC@ação - Revista Pedagógica - UNIPINHAL – Espírito Santo do Pinhal, v. 01, n. 03, jan./dez. 2005. p. 37-44.

BUTTURA, Ivanira Maria. Projeto político-pedagógico: concepção que se define na práxis. Passo Fundo: UPF, 2005.
ABRIL. Revista Escola Abril. Projeto Político Pedagógico da Escola Municipal Bernardo Ferreira Guimarães. 2010. Site. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/pdf/ppp-em-bernardo-guimaraes.pdfAcesso em: 18 Jun.2011
ABRIL. Revista Escola Abril. Site Oficial. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br. Acesso em: 18 Jun. 2011.

Para saber mais sobre o PPP e os desafios que ele apresenta  visite o blog dos nossos colegas de turma, o CUMAPPP.